Morre, aos 69 anos, Mozart Pereira Lemes

Irmão do secretário municipal da Agricultura de Uruaçu, Mozart, de 69 anos, teve problema com embolia pulmonar e passou mal na manhã dessa segunda 21 de março. Velório ocorre no salão da PAX e o sepultamento está agendado para 17h30.

Mozart Pereira Lemes era morador tradicional de Uruaçu – Fotos (acima, abaixo e da página principal): Márcia Cristina/JORNAL CIDADE

 

Morreu na manhã da segunda-feira 21 de março, Mozart Pereira Lemes, natural de Carmo do Rio Verde (situada no Vale do São Patrício goiano) e morador de Uruaçu há cerca de 40 anos.

Mozart deixa os filhos Jean Lemes (entre outras qualificações, ótimo músico, habitante da capital Goiânia) e do advogado Thiago Lemes, morador/atuante em Uruaçu, fruto do casamento com a educadora Ana Maria, com quem foi casado.

Irmão de Mauri Pereira Lemes, empresário e secretário municipal da Agricultura de Uruaçu, Mozart também tinha ligações com o setor empresarial, inclusive no ramo de mineração, em Goiás e no Tocantins.

Uma semana atrás, Mozart apresentou recaída, se sentindo fraco, passou mal um pouco  mais hoje e, por volta das 10h, foi ao hospital Serra da Mesa, no Centro da cidade. Ao ser atendido, houve constatação de o problema ser embolia pulmonar, se estendendo, parcialmente, para problemas cardíacos.

Minutos depois o empresário, nascido em 22 de dezembro de 1952, faleceu, após sofreu parada cardiorrespiratória (PCR), que, em informações da medicina cardiológica, é a interrupção inesperada e abrupta do trabalho cardíaco e da respiração, com consequente perda da consciência. O que se observa na maioria da parada cardíaca é que o evento não acontece por acaso, mas, sim resultado da evolução das denominadas doenças de base.

 

Obstrução das artérias

Em dados do médico Drauzio Varella (todas as informações a seguir), a embolia pulmonar é causada pela obstrução das artérias dos pulmões por coágulos (trombos ou êmbolos) que, na maior parte das vezes, se formam nas veias profundas das pernas ou da pélvis e são liberados na circulação sanguínea. Apesar de mais raros, também existem casos de embolias gordurosas provocadas por traumas ou fraturas, de embolias aéreas (bolhas de ar) e de líquido amniótico.

A gravidade do quadro está diretamente correlacionada com o tamanho do êmbolo. Os maiores podem interromper completamente a circulação pulmonar. Essa condição pode ser mortal.

São fatores de risco para a embolia pulmonar a imobilidade prolongada, cirurgias extensas, câncer, traumas, anticoncepcionais com estrógeno, reposição hormonal, gravidez e pós-parto, varizes, obesidade, tabagismo, insuficiência cardíaca, idade superior a 40 anos, DPOC e distúrbios na coagulação do sangue.

 

Mozart Pereira Lemes completou 69 anos em 22 de dezembro

 

(Jota Marcelo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!