Aos 82 anos, morre Mozart Vasconcelos, um dos melhores prefeitos de Uruaçu

Um dos mais qualificados gestores da história da cidade nortense, Mozart Antônio Vasconcelos administrou Uruaçu de 2 de fevereiro de 1983 a 31 de janeiro de 1989. Também foi vereador, presidente da Câmara e vice-prefeito. Um político que adorava estar entre o povo.

 

Mozart Vasconcelos: com simplicidade, um prefeito admirado por muitos – Fotos: Márcia Cristina e Jota Marcelo/JORNAL CIDADE

 

Mozart Vasconcelos também atuou no Legislativo e presidiu a Câmara

 

Mozart Vasconcelos: o prefeito que jamais deixou de estar no meio do povo

 

Mozart Vasconcelos sempre repassava experiências

 

Fábio Vasconcelos: “Agradeço todas as manifestações, vindas de tantas pessoas! Meu pai era pessoa de bem, nunca foi de intrigas, ajudou muita gente, queria o de melhor para todos. Simples, foi um grande homem que trabalhou muito”

 

Com problemas de saúde (havia passado por tratamentos [urológico e contra depressão]), acamado desde fevereiro, ele foi a óbito meia-noite e meia do sábado 31 de outubro, em Uruaçu, cidade do Norte goiano que governou entre 2 de fevereiro de 1983 e 31 de janeiro de 1989.

Internado desde a noite da terça-feira 27, no uruaçuense Hospital Serra da Mesa, estava com 82 anos.

Apontado por muitos como o melhor prefeito local, empreendeu bastante nas áreas urbana e rural, através dos segmentos assistenciais e de infraestrutura. Era um prefeito que sabia dialogar, sabia pedir e sabia ganhar benefícios para o Município. Atendia muitas vezes – na então sede da Prefeitura da praça da Bandeira (hoje Museu) –, com as portas das antessalas e do gabinete abertas. Chegou a retirar a porta do gabinete. Também com os vitrauxs (janelas) abertos. O autor desse texto, por exemplo, foi atendido diferentes vezes posicionado na calçada, pelo vitraux. Mesmo no exercício dos cargos, nunca deixou de estar no meio do povo.

Mozart Vasconcelos também foi vereador por Uruaçu, dentro na legislatura 1977-1983 e, presidiu a Câmara Municipal (1981-1982). E, vice-prefeito de doutor Edmundo Filho no mandato 1997-2000.

Em 1994, teve o intuito de chegar à Assembleia Legislativa de Goiás. Em 2000, foi candidato a prefeito (não eleito), tendo o empresário e produtor rural Mauri Lemes na vice.

 

Políticos

De origem humilde, era pai de sete filhos, divorciado. Fazendeiro no passado, se tornou chacareiro e tinha um reduto encostado na zona urbana, onde recebia familiares, amigos, conhecidos e gente atrás de orientações e sugestões políticas. Mozart Vasconcelos, um visionário, sempre tinha disposição para repassar conhecimentos.

Entre os familiares, ocuparam o cargo de vereador: o irmão Dércio (1989-1992). O sobrinho Edguimar, entre 1997 e 2000 (que também, na condição de vice, foi prefeito entre 1º de janeiro e 7 de março de 1993, devido problema de saúde do titular Zé Alvorada). O filho Saulo (2001-2004). O irmão Wilson (Zico Pacífico) também foi vereador, por quase sete meses, entre 6 de junho e 31 de dezembro de 2008, assumindo vaga do então titular Lourencinho, que renunciou para se dedicar ao projeto da pré-candidatura/candidatura a prefeito daquele ano. E, o filho Fábio, em parte da legislatura 2017-2020. Em distintas gestões, tais familiares de Mozart Vasconcelos trabalharam também como secretários/assessores do Poder Executivo.

Despedida do ex-prefeito: velório realizado no salão social da Pax Uruaçu, com sepultamento programado para 10h do último dia de outubro.

De Fábio Vasconcelos, candidato a vereador em 2020, ao JORNAL CIDADE: “Agradeço todas as manifestações, vindas de tantas pessoas! Meu pai era pessoa de bem, nunca foi de intrigas, ajudou muita gente em Uruaçu, queria o de melhor para todos. Pessoa simples, foi um grande homem que trabalhou muito”. Em 2016, Fábio havia comentado ao JC: “Meu pai, que é pessoa de bem e respeitadora, é um homem extremamente trabalhador, seja com as atividades particulares ou na vida pública, sempre quis o de melhor para Uruaçu e gosta de militar na política”.

 

(Jota Marcelo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!