Editor-Chefe: Jota Marcelo

Uruaçu, Estado de Goiás, 20 de setembro 2019

OPINIÃO

DIVERSOS

‘Uruaçu pode mais’

Abelardo Assis Abrantes Junior, Marco Aurélio Silva Esteves e Murilo Ribeiro Tavares

 

Abelardo Assis Abrantes Junior (esq.), Marco Aurélio Silva Esteves e Murilo Ribeiro Tavares – Foto: Divulgação

 

O ano de 2013, com as manifestações simultâneas em diversas cidades do País, inaugurou um novo momento no Brasil. A população se conscientizou sobre seus direitos e passou a exigir que o poder público cumprisse seu dever adequadamente. A partir de então, houve uma reorganização das práticas políticas no País. Em Uruaçu, um grupo de pessoas altamente competentes e bem-sucedidas em suas respectivas áreas de atuação, está se formando e trabalhará consistentemente para contribuir no desenvolvimento municipal e regional, em coerência com os anseios atuais dos cidadãos.

Com uma população de aproximadamente 40 mil habitantes, Uruaçu se consolidou como um dos Municípios fundamentais para o desenvolvimento da região Norte do Estado de Goiás e do nosso País. Não leitor, o que foi relatado aqui não é qualquer tipo de ufanismo, abaixo serão apresentados os motivos que nos leva a compreender esse fenômeno.

O primeiro aspecto abordado é o educacional. Uruaçu se tornou um importante centro universitário, que atende a pessoas de toda a região Norte do Estado goiano, bem como de Estados do Norte brasileiro, como Tocantins e Pará. A cidade conta com instituições de ensino técnico e superior federais (IFG), estaduais (UEG) e particulares (FaSeM), além de dispor de uma rede de polos de ensino na modalidade a distância. Além disso, foi inaugurado recentemente o Instituto Norte Jurídico (INJ), que se notabiliza pelos cursos preparatórios para concursos e exames de classe.

Um bom exemplo da nossa relevância é que a FaSeM recentemente encerrou as atividades do primeiro curso de mestrado da região Norte de Goiás, que contou com alunos, inclusive, de localidades distantes, como o Amapá. Agora, em parceria com a PUC-GO, a FaSeM está em fase de processo seletivo para o primeiro doutorado da região, que será na área da Educação.

Falando sobre economia, a Secretaria de Economia de Goiás aferiu, em 2016, um PIB de aproximadamente $747 milhões para o Município, sendo $64 milhões gerados pela agricultura e $82 milhões pela indústria municipal. Apesar da ordem de grandeza desses valores, eles ainda estão aquém do que Uruaçu pode produzir, principalmente quando comparado com o PIB de cidades do mesmo porte.

Um dos principais fatores de incremento para a economia local, e também regional, é o setor logístico. Uruaçu já é considerado um polo de logística, contando com diversas empresas do setor, ademais, haverá um significativo incremento econômico logo que a Ferrovia Norte Sul funcionar integralmente, inclusive com a Ferrovia de Integração do Centro Oeste (Fico), que beneficiará sobremaneira a região do Norte goiano.

O terceiro elemento desse cenário é o Hospital Estadual Geral e Maternidade de Uruaçu (Hemu), que contará com 283 leitos, sendo que 40 serão Unidades de Tratamento Intensivo (UTI). Em pleno funcionamento, beneficiará mais de 1 milhão de habitantes de aproximadamente 60 Municípios da redondeza, com um atendimento totalmente público pelo SUS. Para o completo funcionamento da unidade, há a previsão de um custo de $200 milhões, entre equipamentos e construção. É importante ressaltar que o Hemu já está com aproximadamente 90% da obra finalizada.

Apesar de todo esse potencial, o que temos na atualidade é um Município com graves problemas sociais, econômicos e estruturais. Funcionamento deficitário do sistema de saúde municipal, elevação exponencial do número de casos de leishmaniose, inúmeros terrenos baldios com acúmulo de lixo que serve para proliferação do mosquito da dengue, grande número de desempregados e aumento da drogadição, esses são alguns dos problemas enfrentados hoje por nossa cidade. E essa disparidade entre o potencial de desenvolvimento municipal e a realidade é o que nos motiva a trabalhar por essa região. Nós podemos mudar a história, juntos podemos mudar Uruaçu para melhor!

 

Abelardo Assis Abrantes Junior é empresário (INFOSEG), Marco Aurélio Silva Esteves é professor (Faculdade Serra da Mesa) e Murilo Ribeiro Tavares é servidor público e empresário (Instituto Norte Jurídico)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!