CULTURA & EDUCAÇÃO

DIVERSOS

‘Sombras’ – Itamar Pires Ribeiro

Sombras que passam, meu filho,

São os mortos voltando para casa.

Cansados, vêm da morte antiga

Vão para o fim da rua

Dobrar a esquina quieta

Onde cantam as donzelas da lenda.

Não os atrapalhe, não os invoque, não.

Contam longos casos, não os ouça.

Mortos e vivos respondem

Mesma pergunta, nada perguntes.

Não vale a pena.

Por que tentá-los?

Cantam tão baixo quanto a brisa

A degolar o orvalho.

Um rio que desliza –

Deslizam.

Ninguém além da noite que cai,

Trespassada, ferida

Pela imagem da lua que nasce,

Imagem da lua que nasce, apenas.

Não creia em lenda.

 

Itamar Pires Ribeiro nasceu em Goiânia-GO), dia 10/10/960. Entre os livros lançados, Livro de Heitor (editora Círculo Azul) (1990); Das Palavras (2000) (Canone Editorial); A arte de pintar elefantes (Instituto Goiano do Livro) (2000); e, Poemas Reunidos (editora Kelps) (2015). Ele foi secretário de Cultura de Goiânia; diretor do Instituto Goiano do Livro; e, gerente de Comunicação da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Goiás. Foi um dos criadores do antigo Fórum Goiano de Cultura. Diretor de Televisão da Fundação Rádio e Televisão Educativa e Cultura. E, detentor dos Prêmios Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos, da Prefeitura de Goiânia e Bolsa de Publicações José Décio Filho, do Governo do Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!