CULTURA & EDUCAÇÃO

DIVERSOS

‘Não deixo de cantar’ – Hélverton Baiano

A voz que embala a canção

Faz o canto perdurar

Eu vivo escutando a vida

E a vida a me escutar

Mesmo se a voz não sair

Posso até não conseguir

Mas não deixo de cantar

 

Posso cantar de emoção

Posso não me emocionar

Mas eu sinto quando canto

Um mundo que é de encantar

Se minha voz não me ouvir

Posso até não conseguir

Mas não deixo de cantar

 

A voz que a canção embala

Vê o coração mandar

A razão também sentir

E sentir sem se calar

E se ela não consentir

Posso até não conseguir

Mas não deixo de cantar.

 

A canção vai ser a voz

Do seu canto a me escutar

Encanto que atiça a foz

Do rio a beijar o mar.

 

Hélverton Baiano, natural de Correntina-BA e residente em Goiânia, é poeta, contista, cronista, escritor e jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!