CULTURA & EDUCAÇÃO

DIVERSOS

‘ESTRANGEIRO DOMÉSTICO’ (Itaney Campos)

Quem é este estranho,

que transita nos meus labirintos,

sem recato e sem cerimônias,

e insiste, obsessivo, em retrotrair no tempo,

em retroagir no calendário,

em reter a marcha do relógio?

Quem é este,

quem é este estrangeiro,

de antigo sotaque,

a ansiar pela verdor de um sorriso,

desfeito no sucesso das luas?

Quem é esse vulto delirante

que pretende revolver os dias

e queimar as etapas da noite,

quem é esse moço inclemente,

esse intruso, inconvidado,

que caminha nos meus quintais,

transpõe a minha varanda

e avança pela cozinha,

em busca de escasso tesouro,

que nunca tive e, se já o tivera, perdi.

Esse, que faz cova pra sementes no asfalto,

e colhe flores no cacto,

que vem buscando, afinal?

Quem é esse velho,

a querer se fazer de moço,

quem é esse perverso, que pergunta pelas meninas,

que indaga pela aurora, se já é noite cerrada?

Quem é esse sujeito dilacerado,

que segue aos tropeços pelas ruas,

pelos becos, pelos bares.

Será ele um lobisomem, meio bicho,

meio homem, em busca de suas raízes,

de sua cova secreta, do seu estado original?

Quem será esse ambulante,

será um caixeiro viajante,

com intuito de vender esperanças,

um lobo em busca da lua,

um louco à espera de um gesto,

um vagabundo à espera de um riso,

não de escárnio, mas de afago?

Quem é esse peregrino que busca por um menino,

que indaga pela menina,

será que busca uma filha, será que busca uma irmã?

Quem é esse desgraçado que aspira ingressar no passado,

em busca de uma fresta de Lua,

de duas covas de riso,

da euforia de antanho,

dos resquícios do seu juízo?

Quem é esse fantasma,

constituído de estranhas lembranças,

como se estas fossem a sua carne,

e de vagas esperanças,

como se estas fossem o seu sangue?

 

Gyn, abril/21.

 

Itaney Campos é desembargador, escritor e, membro da Academia Goiana de Letras (AGL) e da Academia Uruaçuense de Letras (AUL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!