CULTURA & EDUCAÇÃO

DIVERSOS

‘A DurAção’ – Josiane Adorno

A manhã chegou e após aquele insistente pigarro matinal, mais uma vez,

escarrou em sua juventude

Cortou-a em linhas finas com uma navalha que nunca perde o seu

gume

Sangrou suas horas cheias de ilusões e ironias

Golpeou-a inevitavelmente

No espelho de todos os dias o reflexo escarnecedor da sentenciosa

alvorada

Destroçando-a, aguçando o seu espírito

Enfrentou o desalento refletido da dura ação do tempo

Não desistirá de viver…

Limpou devagar o rosto escarrado, procurou não pensar na impiedosa

navalha dos anos, na ameaça da morte, na blasfêmia do outro

Estancou com cuidado as ironias e com a vista já fatigada regou

obstinadamente as suas ilusões…

Da enfastiada semeadura, colocou-se em pé nas horas, esperou pela

manhã que alguma brisa viesse se refugiar no seu rosto

Naquele infame átimo de vida, no espelho, vislumbrou um brilho no olhar…

O brilho do olhar.

 

Josiane Adorno é natural de Curitiba-PR, morou em Uruaçu e reside em Goiânia. Qualificação (www.escavador.com [informações coletadas do Lattes em 27/06/2020]): Mestre em História pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Pós-Graduada em Psicopedagogia pela Universidade Estadual de Goiás (UEG). Pós-Graduada em Formação de Professores – Metodologia e Didática – pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-GO). Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Goiás (UEG). Graduada em História pela Universidade Estadual de Goiás (UEG). Formada em Psicanálise Clínica pelo Instituto Brasileiro de Psicanálise Clínica (Campinas-SP). Graduanda em Psicologia pela Universidade Salgado de Oliveira (Goiânia-GO)… Professora. Poeta… Pessoa que valoriza o setor cultural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!