Editor-Chefe: Jota Marcelo

Uruaçu, Estado de Goiás, 23 de maio 2019

Uruaçu – Obra de ciclovia é destruída por chuva. Construtora responsável esclarece

Ciclovia do Cerrado, em construção e grande atrativo para os ciclistas: cerca de 7,5 quilômetros de extensão. “A chuva provoca estragos nos pontos construídos e nas edificações em construção. Em todo lugar é assim”, comenta o prefeito de Uruaçu, Valmir Pedro – Fotos: ASCOM/Prefeitura

Para o prefeito Valmir Pedro, houve sensacionalismo da parte de algumas pessoas, frisando que a via pública exclusiva para as bicicletas atenderá o desejo de centenas de ciclistas

Empreendimento público aguardado com grande expectativa pela comunidade uruaçuense, a Ciclovia do Cerrado teve um trecho danificado por constantes chuvas. Responsável pela obra, que está em andamento, a Federal Construtora Ltda informou em nota: o dano ocorrido no quilômetro 0,8 se deu pelo excesso de chuvas no período de execução dos trabalhos e que no local não haviam sido implantadas drenagens necessárias para canalização de água pluvial, com um agravante: trata-se de trecho em que não existe meio-fio construído na rodovia GO-237 – as duas vias são paralelas.

‘Este ocorrido é de total responsabilidade da Federal Construtora e nós estaremos empenhados em solucionar o problema’, esclarece a empresa, sediada em Senador Canedo, acrescentando: ‘O dano ocorrido será reparado imediatamente’, sob aguardo de condições necessárias no local (chuvas) e sem ônus a mais.

‘Estaremos realizando a implantação da drenagem necessária, assegurando que a água pluvial seja direcionada para o local correto’, atesta a nota assinada por Wanderson Vidal, diretor administrativo da construtora.

 

Sensacionalismo

Fotos do estrago, acompanhadas de texto crítico, circularam em redes sociais, criticando a Prefeitura de Uruaçu devido o acontecimento. Falando ao Jornal Cidade na manhã de 7 de dezembro, o prefeito Valmir Pedro (PSDB) foi claro em afirmar que a obra está sob responsabilidade da empreiteira – “Ainda não foi entregue para a Prefeitura. Até mesmo porque não está pronta” –, e, que não queria deparar com a situação que, infelizmente, é registrada em todo o Brasil, envolvendo obras das iniciativas públicas e privadas.

Para Valmir, houve sensacionalismo da parte de algumas pessoas, frisando que a via pública exclusiva para as bicicletas atenderá o desejo de centenas de ciclistas moradores de Uruaçu e até de outros centros.

A Ciclovia do Cerrado, construída ao lado da rodovia (trecho Posto Santana-lago Serra da Mesa) está mudando o cenário para melhor, desde o ponto de partida para Niquelândia, se estendendo, quando concluída, por cerca de 7,5 quilômetros.

O prefeito manifesta ainda que a Ciclovia, “exemplo de mobilidade urbana sustentável, com plantio de mudas ao lado”, não é dele, mas sim de toda a comunidade e que a mesma atrairá número maior de praticantes, além de embelezar o circuito cidade-lago.

“A chuva provoca estragos nos pontos construídos e nas edificações em construção. Em todo lugar é assim”, pronuncia Valmir Pedro, especificando: os procedimentos da empresa têm padrões de qualidade e o material utilizado atende às normas para o tipo de via.

Os recursos têm origens no Governo de Goiás (programa Goiás na Frente [R$800 mil, com contrapartida do Município de R$900 mil]). Inicialmente o projeto apresentou repasse de R$1,5 milhão da gestão estadual, porém foi liberado até agora apenas R$800 mil, e, para evitar transtornos, a Administração uruaçuense 2017-2020 decidiu investir mais R$600 mil (ou seja: o Tesouro Municipal destinando R$1,5 milhão).

 

(Jota Marcelo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!