‘Semana Estadual da Agricultura Familiar’ começa dia 27 em Goiânia

Evento sediado na sede da Emater, em Goiânia, tem programação com palestras e oficinas sobre técnicas agropecuárias, crédito, comercialização e outros temas.

Pedro Leonardo Rezende: “Não serão beneficiados apenas os segmentos abrangidos pelas cadeias produtivas da agricultura familiar” – Foto: Márcia Cristina/JORNAL CIDADE 

 

A edição 2022 da Semana Estadual da Agricultura Familiar será aberta dia 27 de julho, no Centro de Tecnologia e Capacitação da Emater (Centrer), em Goiânia. Voltado a produtores rurais e sociedade em geral, o evento técnico seguirá até sexta 29, com extensa programação de palestras e Oficinas. A realização é do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e das jurisdicionadas Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) e Centrais de Abastecimento (Ceasa).

Durante os três dias de evento, as atividades iniciarão às 9h. Serão oferecidas orientações teóricas e práticas sobre manejo rotacionado, indicações geográficas, panificação, derivados lácteos, hortas suspensas, bioinsumos, crédito rural, comercialização e outros temas. A condução das palestras e Oficinas ficará a cargo de gestores e técnicos da Seapa, Emater e Agrodefesa, além de parceiros envolvidos.

Com a Semana, as Pastas do agro cumprem a missão de contribuir para o desenvolvimento rural sustentável no Estado, por meio da inovação e da educação de adultos, possibilitando o aumento da renda e da qualidade de vida no campo. Titular da Seapa, Tiago Mendonça frisa que a realização da Semana da Agricultura Familiar é uma oportunidade de reconhecer a importância e estreitar o contato com o segmento. “A agricultura familiar gera renda e emprego no campo, tem um papel fundamental no abastecimento das cidades e ainda contribui para a preservação do meio ambiente”, afirma ele.

Como comenta o presidente da Emater, Pedro Leonardo Rezende, os conhecimentos divulgados são importantes não só para os produtores rurais, mas para toda a população do Estado de Goiás. “Com o evento, não serão beneficiados apenas os segmentos abrangidos pelas cadeias produtivas da agricultura familiar. O conhecimento que divulgamos com palestras e cursos se pulveriza e provoca uma reação em cadeia, atingindo diversas outras esferas econômicas e sociais”, destaca.

Evento

A iniciativa foi instituída pela lei número 20.513, de 2019. O texto determinou que, na semana que compreende o Dia Nacional da Agricultura Familiar, comemorado em 24 de julho, devem ser desenvolvidas atividades que demonstrem a importância do segmento para a vida de cada um e para o desenvolvimento do Estado.

Segundo dados da Radiografia do Agro em Goiás, a agricultura familiar representa 62,9% dos estabelecimentos rurais goianos. E, de acordo com Pedro Leonardo Rezende, o acontecimento é importante para celebrar essa força do setor no Estado. “A agricultura familiar é responsável por grande parte do alimento que chega à mesa dos brasileiros e, além de garantir a segurança alimentar para tantos, também tem grande importância econômica, sendo fundamental para o desenvolvimento rural de Goiás”, diz.
Para participar da programação gratuita de palestras e Oficinas, os produtores e a comunidade devem se inscrever aqui. Haverá emissão de certificados.

 

(Informações: Comunicação Setorial da Seapa)

  • Darmi Gonçalves de Jesus

    Eu gostaria que os políticos olhassem mais para os beneficiários BPC, que não têm moradias próprias, pagam aluguéis, têm deficiência e muitos gastos com medicamentos! Um salário para quem paga aluguel e não tem outras rendas e gasta com medicamentos caros é pouco! Eu agradeço a Deus de ter o benefício, mas, poderia ser mais fácil conseguir casas da Prefeitura. Desde 2011, eu tento ganhar! Sou sozinha e pago aluguel.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!