‘Romaria de Trindade’ tem início na sexta 24 com apoio da Secult

Por meio do Programa Estadual de Incentivo à Cultura – Goyazes, a Secretaria de Estado de Cultura de Goiás investe R$400 mil na festa. A Pasta tem atuado para a valorização da cultura popular e o apoio às manifestações tradicionais.

A Romaria de Trindade é um dos rituais mais significativos da Festa do Divino Pai Eterno – Fotos, inclusive da home: Iris Roberto/Divulgação

 

 

O Governo de Goiás investe R$1,250 mil na Romaria da Festa do Divino Pai Eterno, em Trindade, realizada em 2022 entre 24 de junho e 3 de julho. Do montante, R$ 400 mil são provenientes da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

Projeção, neste ano: a tradicional festa em louvor ao Divino atrair 5 milhões de pessoas, durante o evento que oferece Missas, bênçãos, alvoradas, desfiles de carros de boi e procissões.

A Romaria de Trindade é um dos rituais mais significativos da Festa do Divino Pai Eterno. Pela Rodovia dos Romeiros (GO-060), milhares de fiéis percorrem o trajeto entre os Municípios de Goiânia e Trindade, chegando até o Santuário Basílica (aproximadamente 18 quilômetros), como forma de pagar promessas, pedir graças e agradecer bênçãos alcançadas. Os peregrinos também partem de outras cidades e outros Estados.

 

Festa

Trindade é hoje um dos maiores pontos turísticos religiosos do País e uma das cidades brasileiras que mais atraem peregrinos. A Romaria de Trindade é considerada o maior evento religioso do Centro-Oeste, segundo do Brasil e a maior festa do mundo dedicada ao Divino Pai Eterno.

A devoção ao Divino Pai Eterno, que existe há mais de 180 anos, nasceu, se consolidou e tem crescido a partir de Goiás. Assim, há um fortalecimento da própria história goiana e da tradição que tem atingido todo o Brasil e até outros Países. Trindade apresenta, nos âmbitos nacional e internacional, a cultura, religiosidade, atrativos e potencialidades do Estado.

 

Investimento em cultura popular

Desde o início da gestão do governador Ronaldo Caiado (UB), a Secult tem intensificado o apoio e a promoção às festas tradicionais e populares goianas. Por meio do Circuito das Cavalhadas, por exemplo, o governo estadual investirá R$1,8 milhão na realização desta manifestação cultural em doze cidades goianas. Para 2023, mais três cidades serão contempladas com recursos do Circuito, que passa a ser formado por quinze cidades.

A Secult tem investido fortemente na democratização e interiorização da cultura goiana. O Edital dos Pontos de Cultura, que destinou R$1,9 milhão para 18 instituições sem fins lucrativos, possibilitará que Associações culturais contratem professores, oficineiros, comunicadores comunitários, artistas e demais agentes culturais para mediarem formação junto a escolas e unidades educacionais. A Escola de Música Phoenix, de Pirenópolis, foi uma das contempladas e retornará com as atividades de formação musical, paralisadas desde 2019.

A Festa em Louvor a Nossa Senhora do Rosário, em Catalão, cujo ponto máximo são as Congadas, também tem contemplação no corrente ano, com R$280 mil, de recursos estaduais. O Governo de Goiás apoiou ainda a realização do Fogaréu, na cidade de Goiás, com o aporte de R$260 mil. Durante a atual gestão, o Governo de Goiás já investiu mais de R$9 milhões na área da cultura no Município.

Outro potente instrumento de democratização da cultura goiana para o interior foi a Lei Aldir Blanc. Por meio de Editais simplificados e acessíveis, a Secult distribuiu mais de R$26 milhões em recursos para o interior do Estado.

 

(Informações, sob adaptações: Comunicação Setorial da Secult)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!