Produções goianas foram destaques deste sábado na programação do ‘TeNpo 2022’

Do drama a montagens infantis, o público pode conferir os talentos de Goiás, com apresentações em diferentes palcos da cidade.

No sábado 18, oportunidade a mais para prestigiar os artistas goianos – Fotos (de 18/06/2022): Yan Rissatti/Secult

 

 

 

 

Gargalhadas, fascínio pela qualidade e sensibilidade dos espetáculos

 

O penúltimo dia de programação da 17ª edição da Mostra de Teatro Nacional de Porangatu (TeNpo 2022) foi oportunidade a mais para prestigiar os artistas goianos. As atrações goianas dominaram o sábado 18 de junho, marcadas por muitas gargalhadas, fascínio pela qualidade e sensibilidade dos espetáculos.

O clássico infantil Histórias do Caixote, encenado pela Du Caixote Cia. de Teatro, abriu os trabalhos, às 14h. Com música cantada ao vivo e danças, o grupo criou um ambiente divertido e lúdico de entretenimento e alegria para as crianças e toda a família. Na trama, os personagens, de figurinos impecáveis, encontram um caixote e nele antigas histórias que são retratadas como mensagem e reflexões de vida em sociedade, meio ambiente, saúde, educação e respeito.

Mais tarde foi a vez da Cia. de Teatro Nu Escuro mostrar o Dramas ao Cubo, em duas sessões, às 16h e 18h, ao ar livre, na frente do Centro Cultural. Como o próprio nome sugere, a produção é composta por seis caixas cênicas de teatro lambe-lambe, inspiradas em memórias, mitos, pessoas reais ou personagens clássicos da dramaturgia mundial. A montagem é uma divertida experiência em um mundo em miniatura, a ficção se mistura com realidade, dentro de caixas que lembram a de antigas máquinas de retratistas lambe-lambe.

Também às 18h, no circo, montado no setor Raizama, teve o Show de Alegria, do Grupo Teatral Limpando o Olho (GTLO), de Uruaçu, com brincadeiras e várias acrobacias que fez o público voltar a ser criança por meio do universo circense.

De volta ao Centro Cultural, às 19h30, foi a vez de apreciar a peça Distrito Zero, da Sem Nome Cia de Teatro. Em cenário todo inspirado nas obras surrealistas, o texto conta a história de um rapaz esquizofrênico que tem complexo de Édipo, mostrando um universo de embates psicológicos do personagem. Em cenas intensas, a obra leva a plateia a uma reflexão sobre a necessidade de entendimento deste mal que acomete tantas pessoas, mas que tem tratamento.

Já no teatro do Tatersal do Sindicato Rural (SR), finalizando a noite, teve o musical Vamos a la praia, do grupo Bastet, um espetáculo de palhaço para adultos, que dialoga, em sua essência, com o poder do imaginário infantil.

Utilizando objetos inusitados, brincadeiras coletivas, números circenses, música e efeitos sonoros, os personagens se divertem em lindo dia ensolarado. A história é contada de forma a estimular a criatividade e resgatar a imaginação sem fronteiras.

 

Repeteco

 

Em meio a tantas opções de entretenimento, a companhia paulista Pé de Cana também deu o ar da graça com seu divertido Xinfrim, na praça da Igreja Nossa Senhora da Piedade.

O grupo tem se apresentado todos os dias na Mostra, em diferentes pontos, levando alegria a público de todas as idades.

 

‘Gran finale’

A programação do 17º TeNpo encerra-se neste domingo 19 de junho, no teatro Tatersal, com a produção nacional Mulheres que nascem com os filhos, estrelado pelas atrizes Samara Felippo e Carolinie Figueiredo.

A Mostra é uma realização do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), com correalização do Sesc Goiás e, em parceria com a Prefeitura de Porangatu e a Secretaria de Estado da Retomada.

 

(Informações, com adaptações e acréscimo de dados: Comunicação Setorial da Secult)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!