Portaria do Ministério da Cidadania institui fiscalização remota de comunidades terapêuticas

Portaria do Ministério da Cidadania institui fiscalização remota de comunidades terapêuticas

Objetivo é verificar, por meio de videoconferência, o cumprimento do acolhimento de pessoas com transtornos decorrentes do uso ou abuso de substâncias psicoativas.

Segundo a diretora nacional de Prevenção, Cuidados e Reinserção Social da Senapred, Cláudia Leite, o trabalho remoto vai trazer mais agilidade e economia ao processo. “Entendemos que essa seria uma forma de fiscalização que abarcaria tanto a economia de tempo e recursos quanto a questão da pandemia, apesar de não estar restrita à Covid-19. Vai ser mais uma forma de fiscalizar os serviços prestados pelas entidades que recebem recursos do Governo Federal”, explica.

Leia a reportagem aqui.

 

(Informações: Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!