Pioneiro em turismo no País, Di Roma inova agora em energia limpa

Sustentabilidade traduzida em números grandiosos: Grupo Di Roma investe em energia limpa. Complexo de placas solares, que está pronto e luzindo, terá inauguração no sábado 29 de agosto e, ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque, confirmou presença.

 

Magda Mofatto: “É um pioneirismo que respeita o meio ambiente e sempre alia inovação e sustentabilidade” – Foto, inclusive a da página principal: Divulgação

 

Com capacidade para iluminar 4.256 casas (o equivalente a uma cidade de 10 mil habitantes) e preservar na natureza 48 mil árvores adultas, a usina fotovoltaica (energia solar, 100% limpa) do Grupo Di Roma conta com uma potência de 5,6 Milhões de Wp responsáveis por garantir energia limpa e sustentável para o grupo que é referência em pioneirismo no turismo.

Para a proprietária Magda Mofatto Hon, idealizadora, o projeto já nasce como o simbólico título da “maior usina fotovoltaica do Estado de Goiás do segmento”. O empreendimento é a nona em dimensão em todo território brasileiro e o maior localizado em perímetro urbano em todo o País.

O complexo de placas solares já está pronto e luzindo. Tudo já está pronto para a inauguração, que acontece no próximo sábado, 29 de agosto, em Caldas Novas, 11h, com presença confirmada do ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque.

 

Pioneirismo

A usina fotovoltaica será pioneira no abastecimento sustentável de energia solar para o maior grupo de turismo de Goiás. O excedente elétrico (que era anteriormente usado no Di Roma na rede tradicional) será ofertado à cidade, proporcionado que novas empresas se instalem na maior estância hidrotermal do mundo.

Além dos benefícios sociais, econômicos, a usina fotovoltaica propicia preservação do meio ambiente. Em números absolutos, a energia limpa abundante da luz solar proporciona por ano a economia total de seiscentas e três toneladas de CO2, um dos gases mais poluentes emitidos no processo tradicional de emissão de energia elétrica.

 

Números

Magda, uma visionária, direcionou a empresa para o pioneirismo sustentável. Foi execução dela que propiciou ao complexo investir na construção de 16.578 de módulos fotovoltaicos e um espaço físico de 75 mil metros quadrados.

Com o feito, o Grupo passa a ser o primeiro complexo turístico de larga escala a ter sua própria produção de energia limpa e renovável.

“O Grupo Di Roma sempre foi pioneiro em todo o Centro-Oeste do País e uma referência para o turismo nacional. Primeira piscina de ondas, primeiro parque aquático e agora a primeira usina fotovoltaica. É um pioneirismo que respeita o meio ambiente e sempre alia inovação e sustentabilidade”, avalia a empresária, que é deputada federal por Goiás.

 

(Assessoria. Sob adaptações)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!