Editor-Chefe: Jota Marcelo

Uruaçu, Estado de Goiás, 18 de julho 2019

Para líder sindical, ‘técnicos de saúde merecem receber salário adequado’

Durante reunião na sede do SINDIURUAÇU E REGIÃO, Marinho, o vereador Wagner do Cais e Osmair Pedreira debateram temas relacionados à adequação salarial – Foto: Divulgação/Sindicato

Durante visita recebida na tarde de 21 de dezembro, o presidente do SINDIURUAÇU E REGIÃO, Mário Ribeiro Filho tratou, uma vez mais, de assuntos referentes à adequação salarial de importante categoria do Poder Executivo uruaçuense: a dos técnicos de saúde. Importante em Uruaçu, em Goiás e no Brasil, devido a presteza dos serviços deles e, em função do insuficiente número de profissionais da área, tão necessários para atendimentos diante da grande demanda existente.

O dirigente sindical esteve reunido com o vereador Wagner do Cais (PTB); e, Osmair Pedreira, servidor público municipal e, que atua no Samu local.

A meta coletiva é que em Uruaçu os profissionais passem a receber mensalmente R$1.750,56. “Isso, englobando todos os técnicos. Da categoria toda”, lembra Marinho, destacando que “também seriam contemplados legalmente os profissionais atuantes, por exemplo, na área de técnico em radiologia”, profissão regulamentada por meio da lei 7.394, de 1985. O presidente também citou – comentando no âmbito nacional –, técnico em gerência de saúde; técnico em enfermagem (técnico de enfermagem); técnico em farmácia; técnico em nutrição e dietética. “Seja o servidor que veio do bacharelado de toda Faculdade ou de uma qualificação, um curso tecnólogo, nós temos excelentes profissionais atuando na saúde pública de Uruaçu”, explana Marinho.

“Trabalhamos para que mais e mais propostas nossas sejam aprovadas ou que propostas justas ao máximo sejam apresentadas por cada governo municipal ao Sindicato”, atesta Marinho, que desenvolve atividades diárias e mantém contatos seguidos em outros localidades, campo de atuação do Sindicato – Campinorte, Nova Iguaçu de Goiás, Alto Horizonte, Mara Rosa, Amaralina, Estrela do Norte, Mutunópolis, Barro Alto, Santa Rita do Novo Destino e Nova Glória.

Wagner do Cais, que também é funcionário público municipal (técnico em enfermagem), defende a ideia de que, fiscalizando com qualidade e somando forças em prol do bem coletivo, as conquistas são alcançadas através de permanente trabalho, sem prejudicar a Prefeitura em nada. Para ele, nenhuma categoria deve ficar sem os benefícios legais garantidos por acordos firmados dentro da lei.

 

Reunião com prefeito

Na defesa de urgente prática da equiparação salarial dentro da tabela do plano de cargos e salários (PCSs), Marinho, Wagner do Cais, Osmair Pedreira e, outros funcionários públicos pretendem se reunir pacificamente com o prefeito de Uruaçu, Valmir Pedro (PSDB), ocasião oportuna, avaliam, para que a causa apresente um avanço propositivo e positivo.

“Ninguém está satisfeito por receber entre R$1.600 e R$1.700”, informou Marinho, acrescentando: “O desnível salarial é uma adversidade para nós. Todo servidor quer e merece receber um salário base, sem ser abaixo do estabelecido na forma da lei, mas, esperamos que o Executivo nos atenda, compreendendo a importância dessa adequação salarial. Não é apenas uma luta para que esses técnicos recebam R$50, R$100, R$150, a mais no salário. Essa adequação representa um ganho acima disso, por causa de desdobramentos ligados à iniciativa”, explica o líder sindical.

“Nós acreditamos que o prefeito possa autorizar o quanto antes essa regularização, uma solicitação que, atendida, ajudará nossos companheiros, que tanto precisam. Os técnicos de saúde merecem receber salário adequado. Nosso prefeito não deseja prejudicar o servidor. Sabemos disso!”, finaliza Marinho.

 

(Informações: ASCOM – SINDIURUAÇU E REGIÃO)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!