Lissauer: ‘Não disputarei nenhum outro cargo eletivo em 2022’

Presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Vieira (PSD) comunica em ‘Nota Oficial’, que não disputará cargo eletivo em 2022.

Deputado estadual Lissauer: ‘Diante da decisão de candidaturas avulsas ao Senado Federal, entendemos, em conjunto, que o momento é de união e fortalecimento da chapa, não de divisão’ – Fotos, inclusive a da home: Assessoria

 

Ao comunicar oficialmente retirar o nome da disputa para o Senado, dentro das eleições de outubro, Lissauer Vieira, presidente da Alego, esclarece que não disputará cargo eletivo neste ano.

‘Venho oficialmente declarar que estou retirando minha pré-candidatura ao Senado Federal pelo PSD, e ainda esclarecer que não disputarei nenhum outro cargo eletivo em 2022’, destaca na Nota.

‘Sou grato a todo apoio que tenho recebido desde que anunciei que aceitaria esse desafio. Mas tudo tem o tempo e a hora certa para acontecer. Sempre honrei as oportunidades que tive, mas também sei reconhecer quando não é o momento ideal para avançar’, afirma na Nota, emitida na manhã da quarta 3 de agosto.

Leia!

 

Bom dia, pessoal!

Como defensor do diálogo e da transparência, ideais que me acompanham desde que ingressei na vida pública, venho oficialmente declarar que estou retirando minha pré-candidatura ao Senado Federal pelo PSD, e ainda esclarecer que não disputarei nenhum outro cargo eletivo em 2022.

Quem acompanha o meu trabalho sabe que no início do ano perdi meu pai, Sr. Carlos Vieira, e desde então, tomei a decisão de não ser candidato nesse pleito eleitoral.

À época, foi uma decisão dura, que me fez refletir bastante, mas eu estava certo de que naquele momento não conseguiria cuidar das minhas atividades particulares e exercer uma função pública com a dedicação que eu acredito ser necessária. Optei por recuar do então projeto a deputado federal.

No entanto, no início de abril, após minha filiação ao PSD, e atendendo o pedido da maioria dos meus colegas deputados estaduais, prefeitos e vereadores da nossa base e diversas lideranças políticas de todo o estado, aceitei inicialmente o chamado do grupo para a pré-candidatura ao Senado.

Ocupei o espaço a pedido do PSD, considerando a aliança da legenda com a chapa majoritária para a reeleição do governador Ronaldo Caiado; e principalmente, o meu histórico de trabalho e compromisso com os mais de 7 milhões de goianos.

Mas diante da decisão de candidaturas avulsas ao Senado Federal, entendemos, em conjunto, que o momento é de união e fortalecimento da chapa, não de divisão. Precisamos agregar força à base aliada, consolidando o grupo em prol de um bem maior, que é cuidar do nosso estado.

Sou grato a todo apoio que tenho recebido desde que anunciei que aceitaria esse desafio. Mas tudo tem o tempo e a hora certa para acontecer. Sempre honrei as oportunidades que tive, mas também sei reconhecer quando não é o momento ideal para avançar. Seguirei o meu compromisso de continuar trabalhando para melhorar a vida das pessoas.

Um forte abraço!

 

(Jota Marcelo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!