Editor-Chefe: Jota Marcelo

Uruaçu, Estado de Goiás, 18 de agosto 2019

Faeg promove encontro para traçar estratégias contra redução no preço do leite pago ao produtor

Redução no preço do leite pago ao produtor desmotiva pecuária leiteira em Goiás – Foto: Divulgação (Faeg/Senar)

 

O preço do leite como qualquer outro produto é definido pelo mercado. No entanto, alguns fatores podem impactar mais ou menos nos preços do leite recebido pelos produtores. Dentre eles é possível citar: a quantidade de leite que o produtor entrega; qualidade; região em que se encontra a propriedade e distância da indústria. No mês de junho de 2019 o produtor de leite de Goiás recebeu o valor que variou entre R$1,05 a R$1,70 por litro de leite.

Agora, para o mês de julho de 2019, período de plena entressafra, que se gasta mais para produzir, a indústria anunciou quedas nos preços que variaram de R$0,15 a até R$0,45. Por essa razão e outras que dificultam a permanência dos produtores no mercado, a Comissão de Pecuária de Leite da Faeg realiza um encontro na segunda-feira 22, no auditório da Federação, a partir das 10h. São esperados 400 produtores de leite que discutirão estratégias e ações para mudar essa realidade e fazer com que se minimizem os prejuízos sofridos pelo setor. Vale lembrar que nas prateleiras dos supermercados os consumidores continuam comprando o produto sem redução de preço.

“É inadmissível o descaso e desrespeito com os nossos produtores de leite! Da noite para o dia, a indústria derruba o preço em R$0,15/litro ou até R$0,45/ litro e simplesmente fica por isso mesmo. Nossos produtores não aguentam mais! Fora inúmera outras situações desvantajosas que eles são obrigados a passar para se manterem na atividade. Diante dessas questões, estamos convocando os produtores de leite de Goiás participem com a gente da reunião para discutir e buscar uma alternativa urgente para conter essas reduções drásticas de preço impostas aos nossos produtores”, destaca o presidente do Sistema Faeg/Senar e deputado federal José Mário Schreiner.

 

Programação

10h às 10h30 – Abertura da reunião – José Mário Schreiner, presidente da Faeg e, José Renato Chiari, presidente da Comissão de Leite

10:30 às 11h – Esclarecimentos referentes à IN 76 e IN 77 – MAPA; A IN 76 trata das características e da qualidade do produto na indústria. Na IN 77, são definidos critérios para obtenção de leite de qualidade, que englobam desde a organização da propriedade, suas instalações e equipamentos, até a formação e capacitação dos responsáveis pelas tarefas cotidianas, o controle sistemático de mastites, da brucelose e da tuberculose. Será debatido ainda o Acordo Mercosul/União Europeia – Desafios e Oportunidades para o Setor Lácteo

11h às 12h – Acordo Mercosul/União Europeia – Desafios e Oportunidades para o Setor Lácteo – OCB e Superintendência de Relações Internacionais da CNA

12 às 12h30 – Espaço para perguntas

12h30 às 13h30 – Almoço

13h30 às 15h – Assembleia dos Produtores de Leite do Estado de Goiás

 

(Informações: Comunicação Sistema Faeg/Senar)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!