Editor-Chefe: Jota Marcelo

Uruaçu, Estado de Goiás, 18 de julho 2019

Etiópia e Quênia dominam a ‘94ª Corrida de São Silvestre’ no geral masculino e feminino

Os atletas africanos dominaram o pódio da 94ª Corrida de São Silvestre, na segunda-feira 31 de dezembro de 2018, em São Paulo. No masculino, o mais rápido foi o etíope Belahy Bezabh e, entre as mulheres, Sandrafelis Tuei, do Quênia, foi a primeira a atravessar a faixa.

 

São Silvestre 2018: Belahy Bezabh (Etiópia) (centro), o vencedor no masculino. E (abaixo), a queniana ganhadora Sandrafelis Chebet Tuei – Fotos: Marcos Ribolli; e, Mister Shadow/ASI/Estadão Conteúdo

 

 

Além dos vencedores, o pódio das duas categorias foi completado por corredores de Países africanos, com exceção apenas para um atleta do Barein. Os brasileiros melhores colocados foram Giovani dos Santos e Jenifer Nascimento Silva, ambos na oitava posição.

A disputa masculina foi marcada por equilíbrio grande do começo ao fim. A decisão ficou para os metros finais da prova, onde Belahy Bezabh levou a melhor e atravessou a linha de chegada com o tempo de 45m03s. O segundo lugar ficou com Dawitt Adamsu, do Barein, com uma diferença de apenas três segundos. Amdework Tadese, da Etiópia, completou o pódio ao finalizar os 15 quilômetros em 45m13s. O brasileiro concluiu o trajeto em 46m38s.

 

Feminino

Na prova feminina, Pauline Kamulu, do Quênia, liderou boa parte da disputa, sofreu uma ultrapassagem durante o trecho da avenida Brigadeiro Luiz Antônio e não conseguiu manter o ritmo. Com 50m02s de prova, sua compatriota Sandrafelis Tuei, de 20 anos de idade, foi a primeira a atravessar a linha de chegada. Pauline passou pela faixa 17 segundos depois, com o total de 50m19s.

A disputa mais acirrada foi pelo terceiro lugar, entre a queniana Esther Kakuri e a etíope Mestawut Truneh. Correndo lado a lado, foi o sprint final que decidiu o pódio. A atleta do Quênia começou a acelerar um pouco antes da curva para a reta de chegada e, mais baixa do que a etíope, não conseguiu se manter na dianteira. No final, Mestawut conquistou o terceiro lugar com o tempo de 52m45s. Jenifer Nascimento Silva foi a melhor brasileira, com oitavo lugar e o tempo de 54min05s, melhorando a marca do ano passado que foi o décimo lugar de Joziane Cardoso. O Brasil não vence no feminino desde 2006.

Confira todos os resultados abaixo.

Masculino:

1º: Belahy Bezabh (Etiópia) – 45m03s

2º: Dawitt Adamsu (Bahrein) – 46m06s

3º: Amdework Tadese (Etiópia) – 45m13s

4º: Emmanuel Gisamoda (Tanzânia) – 45m23s

5º: Maxwell Kortech Rotich (Uganda) – 45m45s

 

Feminino:

1ª: Sandrafelis Tuei (Quênia) – 50m02s

2ª: Pauline Kamulu (Quênia) – 50m19s

3ª: Mestawut Truneh (Etiópia) – 52m45s

4ª: Esther Kakuri (Quênia) – 52m47s

5ª: Birthukan Alemu (Etiópia) – 53m06s

 

(Informações, sob adaptações: Globoesporte.com – São Paulo-SP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!