‘Dia das Mães’: exemplo em casa (mães e filhos trabalham no mesmo local)

Mães e filhos trabalham juntos e compartilham a rotina. “Na física existe o centro de gravidade, que concentra todas as forças. Essa é a minha mãe”, diz o filho de uma delas.

Eles trabalham juntos na Uruaçu Açúcar e Álcool: mãe Jordânia e filhos Eduardo Filho (esq.), Neto e Álvaro – Fotos, inclusive a da página principal: Comunicação

 

Mãe Alba e filho Rafael: também trabalhando juntos na Uruaçu Açúcar e Álcool

 

Mãe sempre é exemplo para os filhos. Muitos levam esse modelo para a carreira profissional e trilham passos semelhantes aos das mamães. E as mães, por outro lado, querem ver seus filhos bem empregados e estabilizados. O cuidado de mãe nunca acaba.

A assistente administrativa Jordânia Ancelmo de Morais, de 47 anos, trabalha na Uruaçu Açúcar e Álcool desde 2015, quando saiu de Pernambuco em busca de oportunidades para ela o esposo. Mãe de três, os dois filhos mais novos vieram com ela, Álvaro Ancelmo de Morais Coutinho, 22 e, Eduardo de Morais Coutinho Filho, 23, para estudar. Já o mais velho, Josenildo Ancelmo da Silva Neto, 29 anos, ficou, pois na época trabalhava. Apenas em 2017, ele veio para Goiás, após receber convite para trabalhar na unidade sucroenergética.

Atualmente, a mãe e os três filhos trabalham na empresa, cada um em seu Departamento. “Vejo na usina outras mães, da minha terra, que deixaram os filhos e me sinto privilegiada de ter todos aqui, junto de mim”, revela.

Os mais de dois mil quilômetros que os separaram hoje não existem. No cotidiano todos seguem juntos para o trabalho no ônibus e aproveitam o intervalo do almoço para passar mais tempo juntos.

Josenildo, mais conhecido por Neto, faturista líder da usina, afirma que a mãe é seu alicerce e seu ponto de paz. “Quando recebi a proposta de emprego vim de prontidão por dois motivos: ter possibilidades de crescimento profissional e ficar mais próximo da minha família”.

Ele ainda revela que depois que se mudou descobriu que a mãe tinha feito uma promessa na Igreja para ele conseguir uma oportunidade em Goiás. “Vou todos os dias à casa da minha mãe, da minha família, com a minha filha de um ano”, fala contente.

 

Mais amor

Outra mãe que tem a felicidade de almoçar com o filho e ainda passar um tempo de bom bate papo no ônibus com o filho, é a líder do posto Alba Valéria de Souza Nascimento, 51 anos. Ela se mudou com o marido do Pernambuco para Goiás em julho de 2020. Mas este ano foi abençoado, pois o filho Rafael Fernandes de Melo Neto, 30 anos, engenheiro mecânico, foi convidado a trabalhar na usina.

“Quem ficava quilômetros de distância agora tem a oportunidade de estar sempre perto. É gratificante”, releva Alba. “Na física existe o centro de gravidade, que concentra todas as forças. Essa é a minha mãe”, fala o engenheiro.

Rafael afirma que por ser novo no Município está fazendo colegas de trabalho e se sente seguro ao saber que no mesmo ambiente de trabalho têm pessoas que ele pode confiar. “Sei que tenho que fazer bem o meu trabalho. Pois qualquer erro meu pode respingar na minha mãe”, comenta.

 

(Informações: Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!