Amarillo recebe Licença de Instalação para o projeto Mara Rosa

Etapa autoriza o início da construção do empreendimento. Licença foi entregue dez dias após o governador Ronaldo Caiado declarar seu apoio ao projeto, em reunião pública sobre os investimentos em mineração em Goiás.

 

Mike Mutchler, CEO da Amarillo: “A Amarillo está mais perto de se tornar uma produtora de ouro”. Projeto produzirá ouro a um custo de US$656 por onça – Fotos, inclusive a da página principal: Divulgação

 

 

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad) emitiu, em 4 de fevereiro, a Licença de Instalação (LI) para o projeto Mara Rosa (Mina de Posse), da Amarillo Gold, localizado no Município de Mara Rosa, Norte goiano. A autorização é necessária para construir as instalações do empreendimento.

“A Amarillo está mais perto de se tornar uma produtora de ouro. Gostaria de agradecer ao Departamento de Meio Ambiente do Estado, à comunidade de Mara Rosa e à nossa equipe dedicada no Brasil por todo o seu trabalho árduo e apoio para alcançar este importante marco”, disse Mike Mutchler, CEO da Amarillo.

A LI foi entregue dez dias após o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (Democratas), declarar seu apoio ao projeto, em reunião pública sobre os investimentos em mineração em Goiás, e uma semana depois que a Amarillo assinou acordo para construir uma linha de transmissão de energia elétrica exclusiva, de Porangatu a Mara Rosa.

 

Baixo custo e forte retorno financeiro

Mara Rosa (Mina de Posse) será composto por uma mina a céu aberto e operação de carbono em lixiviação, com empilhamento de rejeitos a seco. Um estudo de viabilidade definitivo divulgado em junho de 2020 mostrou que o projeto produzirá ouro a um custo de US$656 por onça, com base no preço do de US$1.730/onça e dólar cotado a R$5,30.

A vida útil inicial da mina será de dez anos, com produção inicial de 104 mil onças de ouro por ano.

 

Sobre a Amarillo Gold Corp.

Empresa de metais preciosos, com foco em pesquisa e desenvolvimento de projetos no Brasil, seu principal ativo é o projeto Mara Rosa (Mina de Posse), a ser construído em mina a céu aberto e vida útil inicial (mina) de dez anos. Com produção anual de até 104 mil onças de ouro, tem investimento total estimado em R$600 milhões.

Com o recebimento da LI em fevereiro de 2021, a previsão é que as obras sejam concluídas em meados de 2022 e a produção comercial inicie em agosto do mesmo ano.

A Amarillo também desenvolve avaliações em área de exploração em estágio avançado em Lavras do Sul-RS, integrado por 22 alvos de exploração. Ambos estão localizados em uma área com excelente disponibilidade de infraestrutura.

 

(Informações, sob adaptações: Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!