Editor-Chefe: Jota Marcelo

Uruaçu, Estado de Goiás, 13 de outubro 2019

Abordando queimadas e seus efeitos negativos, biólogo e professor estreia coluna no JORNAL CIDADE

Wolney Heleno de Matos: ‘Preserve sua saúde, de seus familiares, vizinhos e de toda a população, evite queimadas na sua casa, na vizinhança e na cidade, conscientize as pessoas dos males causados pela fumaça e denuncie’ – Foto: Divulgação

 

Wolney Heleno de Matos (Professor Wolney), biólogo e professor efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG) – Câmpus Uruaçu, é o mais novo articulador do JORNAL CIDADE, através da coluna Ciência no cotidiano, que, no primeiro texto, de nome Sinais de fumaça: alerta para a sua saúde, alerta sobre o quanto as queimadas são prejudiciais à saúde.
‘Médicos afirmam que a inalação da fumaça das queimadas pode agravar doenças respiratórias (asma, bronquite, rinite, sinusite, alergias, pneumonia, insuficiência respiratória, problemas no coração e doença pulmonar obstrutiva crônica)’, chama atenção, quanto a parte dos problemas que o ser humano pode enfrentar devido as queimadas.
Leia e indique acessando aqui.

 

‘A fumaça liberada pelas queimadas é formada por uma mistura de gases tóxicos que permanecem circulando na atmosfera’, observa o articulista biólogo e professor. Alerta ainda o titular da coluna, que vale a pena ser lida e indicada: ‘A inalação cotidiana de fumaça causa sintomas como tosse seca, falta de ar, dificuldade para respirar, dor e ardência na garganta, rouquidão, dor de cabeça, lacrimejamento e vermelhidão nos olhos’  – Fotos (Arquivo): Jota Marcelo/JORNAL CIDADE

 

Outra espécie de queima altamente prejudicial para o ser humano e o meio ambiente é a de pneus

 

(Márcia Cristina)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!