Editor-Chefe: Jota Marcelo

Uruaçu, Estado de Goiás, 18 de janeiro 2019

RELIGIÃO

DOUTOR PADRE CRÉSIO RODRIGUES

‘Procissão Náutica’: ‘Dia do Pescador’

“Como sabemos, o dia de São Pedro da Galileia é o dia dos pescadores, de quem ele foi feito patrono” – Fotos: ASCOM/Prefeitura de Uruaçu

Mais uma procissão nasceu, sim! Desta vez inusitada em nossa região: trata-se da Procissão Náutica, dos pescadores e simpatizantes do Município de Uruaçu, praticada no lago Serra da Mesa, a sete quilômetros da cidade.

É um belíssimo evento que incrementa a fé, o turismo e a consciência sobre o meio ambiente. Através de uma parceria entre a Paróquia São José Operário, a Colônia dos Pescadores e a Prefeitura, foi idealizado e executado o desfile de barcos nas águas de um pequeno trecho da bacia do rio Maranhão.

Uma das grandes motivações é o reconhecimento e incentivo aos que usam a pesca para automanutenção ou o comércio de peixes, praticada de forma sustentável e não predatória. Pescador de tradição é aquele sujeito conhecedor e admirador da natureza, que entende das fases da lua, ventos e temperatura, conhece comportamentos do mar, rios e lagos. Há os que pescam por esporte e lazer, admirando a sagacidade dos animais e variedades de espécies.

Outras motivações são a turística, cultural e econômica, na medida em que as atividades no lago Serra da Mesa despertam interesse de outros cidadãos atraindo-os para visitar e movimentar a economia do Município. Como o Brasil possui a maior reserva de água doce do mundo, é natural que os brasileiros cultivem o gosto por atividades aquáticas e tenham oportunidade de praticá-las.

Mas, no caso da Procissão Náutica, o cortejo dos barcos belamente ornamentados obedece ainda ao ritmo da fé, carrega alegria, esperança e a vivaz espiritualidade cristã. Ela acontece por ocasião do Dia do Pescador, 29 de junho, ou em data próxima mais conveniente para o calendário do Município. Como sabemos, o dia de São Pedro da Galileia é o dia dos pescadores, de quem ele foi feito patrono.

Nesta procissão inovadora em nossa região – na Europa é muito comum esta prática –, o discípulo e apóstolo de Jesus, Simão Pedro, recebe a homenagem dos participantes. Não se trata de idolatria, não se adora o santo nem sua imagem, senão que se rende consideração a este personagem tão destacado na história do Cristianismo e na condução da Igreja primitiva.

Quanto ao rito desse desfile de barcos, consiste em subir o lago da antiga à nova ponte, na recepção da imagem representativa de Pedro e sua entronização em cima do barco principal, a reza do Oficio Litúrgico da memória de São Pedro, alguns cânticos, foguetes, lançamento de pipocas para os peixes, reflexão e benção feita pelo sacerdote.

Por muito pouco, hoje em dia as pessoas aplaudem personagens que tiveram algum destaque na vida social: no futebol, na economia, na poesia, na música, na escultura, na teledramaturgia, etc. Também é comum os cidadãos, movidos pelas autoridades administrativas ou outras organizações, prestarem tributo a pessoas ilustres da cidade ou Estado, que contribuíram de alguma forma para o bem da população local.

O aporte ou legado de Pedro, o pescador de homens, como disse Jesus, em muito supera os subsídios e benfeitorias daqueles ilustres personagens da vida civil… Este apóstolo organizou e guiou a Igreja nascente de Jesus Cristo, além de nos deixar duas belas cartas, testemunhou com o próprio martírio seu amor a Deus. Logo, a deferência prestada a ele na Procissão Náutica é muito merecida, instrui as crianças e desperta a sensibilidade espiritual nos adultos.

Assim, os pescadores sabem que tem na Bíblia um grande preceptor e, nos céus, um bom intercessor junto a Jesus, Mestre dos mestres. Vem de Pedro o ensinamento: “Sejam sóbrios e vigilantes, eis que o vosso adversário, o demônio, anda ao vosso redor procurando a quem devorar” (1Pd. 5,8).

A primeira edição da Procissão Náutica ocorreu em 2017, com cerca de 20 barcos e um aglomerado numeroso de pessoas participando diretamente ou prestigiando como observadores. Este ano a dose foi repetida com 17 barcos, ampliada pela oferta de um jantar carreteiro e show sertanejo ao som de Marcos e Paulo, competentes artistas de nossa cidade.

Terminemos transcrevendo parte do hino Tu és Pedro! Aleluia!, composto por Amaury de Paula e Ir. Miria Kolling.

Aleluia, aleluia! Tu és Pedro, aleluia!

Cristo Salvador, a pedra angular

Que ampara tudo, pois é homem Deus

Escolheu a Pedro para sustentar

Como rocha viva o edifício seu.

Nota da Redação: na foto inicial, o colunista Dr. Pe. Crésio Rodrigues (com a imagem do patrono dos pescadores), acompanhado, entre outras pessoas, pelo prefeito de Uruaçu, Valmir Pedro (PSDB) e, pelo secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo, Rogério Pacheco. Na foto seguinte, parte das embarcações participantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!