Rogério Cruz entrega cartões do Renda Família + Mulher na região Norte. Número de famílias atendidas chega a 17,6 mil

Prefeito classifica auxílio como parte importante da rede de proteção social do Município de Goiânia, que inclui “cursos gratuitos que possibilitam a muitas mulheres a reinserção no mercado de trabalho e, a conquista da independência financeira”.

Prefeito Rogério Cruz participa da distribuição da quarta remessa de cartões da última etapa do programa, que alcançou 17,6 mil famílias em situação de vulnerabilidade social – Fotos: Jackson Rodrigues/Prefeitura

 

Melícia Silva, mãe de três filhos, mora de aluguel e, o pouco dinheiro que ganha não tem sido suficiente para garantir alimento na mesa. “Já vou sair daqui e passar no mercado, esse cartão vai nos ajudar muito”

 

O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) reafirmou, nesta quinta 14 de julho, a importância do Renda Família + Mulher, programa criado para atender mulheres em situação de vulnerabilidade social, como parte importante da rede de proteção social do Município da capital de Goiás. Até o final de julho, 23 mil famílias terão sido atendidas.

Com a entrega de 1.163 cartões a beneficiárias da região Norte, na referida data, na sede da Escola Municipal Professor Lourenço Ferreira Campos, no Jardim Guanabara II, o número de contempladas pelo auxílio chegou a 17,6 mil, sendo 13 mil nas primeiras três etapas, e 4,6 mil somente na segunda semana de julho.

“Esse repasse é importante para garantir dignidade no dia a dia de goianienses em situação de vulnerabilidade. Assim como os cursos gratuitos ofertados pela nossa Secretaria, que possibilitam a muitas mulheres a reinserção no mercado de trabalho e a conquista da independência financeira”, disse o prefeito, ao frisar que muitas beneficiárias já saem da formação com encaminhamento para vagas de trabalho.

Secretária municipal de Políticas para Mulheres, Tatiana Lemos explica que a pandemia afetou severamente as mulheres, que foram as primeiras a serem demitidas ou a pedir demissão para cuidar das crianças em casa, e dos doentes. “Aí entra a nossa Pasta com programas, atendimento social, psicológico e jurídico, além de um Centro de Formação com oferta de cursos gratuitos de qualificação profissional”, assinalou.

 

Beneficiárias

Jaila de Assis, que está desempregada, comemorou a chegada do benefício. “Vai fazer muita diferença porque tenho uma filha pequena, estou sem trabalho. Então veio em boa hora”, compartilhou.

Melícia Ferreira Leite Silva, mãe de três filhos, mora de aluguel. O pouco dinheiro que ganha não tem sido suficiente para garantir alimento na mesa. “Já vou sair daqui e passar no mercado, esse cartão vai nos ajudar muito”, contou.

O auxílio consiste em repassar R$1,8 mil para cada família cadastrada, em seis parcelas de R$300. A Administração deposita o benefício nas contas no dia 10 de cada mês.

As próximas entregas da iniciativa serão na região Noroeste, com a entrega de 1.288 cartões no bairro Floresta e, Sudoeste, com a entrega de 2.100 cartões na Vila Novo Horizonte.

Participaram do evento, dentre outras autoridades, os vereadores Sargento Novandir, Geverson Abel e Thialu Guiotti (ambos do Avante), os secretários municipais Michel Magul (Segov) e Valfran Ribeiro (Seplanh), o controlador-geral do Município, Gustavo Cruvinel, o presidente da Guarda Civil Metropolitana de Goiânia, Wellington Paranhos, e, o presidente da CMTC, Tarcício Abreu.

 

(Informações: Secom – Prefeitura de Goiânia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!