‘Encontro do MDB’: Caiado diz que mudanças continuam e, a moralização e ética permanecerão

“Não se ganha eleição de véspera”, discursou Ronaldo Caiado (Democratas), em evento do MDB na cidade de Anápolis, apontando que ele e Daniel Vilela “nunca decepcionaram. “Jamais nos viram envolvidos em bandalheira ou negociata”.

De Caiado: “Tiramos a teta que eles mamavam há 20 anos e, sugavam até o sangue do povo goiano” – Fotos, inclusive da página principal: Divulgação/MDB

 

Daniel Vilela: “O mais importante, em quase três anos de Governo, é a mudança cultural que Caiado tem empreendido na gestão política e administrativa”

 

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, participou, neste sábado 4 de dezembro, do Encontro Regional do MDB – Anápolis, que reuniu dirigentes de todo o Estado, na sede do Tatersal do Parque de Exposição Agropecuária, com presença do presidente do MDB Goiás, Daniel Vilela. Em pauta, perspectivas e discussões de ações para melhorar a vida dos goianos. O chefe do Executivo enalteceu o histórico da legenda.

“Sem dúvida alguma, o MDB é o partido mais consolidado do Estado de Goiás. Isso vem de uma história de longa data, com sucessivos governadores, ministros de Estado, senadores, deputados federais e estaduais”, destacou Caiado. Segundo ele, “é uma imensa honra” contar com a participação do partido em aliança.

“Não se ganha eleição de véspera. Eu e Daniel, nós nunca decepcionamos vocês. Vocês nunca nos viram envolvidos em bandalheira ou negociata. Por isso, vocês têm todas as condições de nos ajudar, de cabeça erguida e, dizer que as mudanças continuam, a moralização e a ética vão permanecer em Goiás”, afirmou.

“Nosso partido está reunido, vigoroso e entusiasmado, para voltar, em 2022, a ser protagonista da política de Goiás, ao lado do governador Ronaldo Caiado”, disse Daniel.

“Eu tive a humildade de sair do gabinete e, ir até o Diretório do MDB e pedir aliança com vocês para governar. Conheço o perfil dos homens e mulheres que têm história. MDB têm militância porque tem paixão, porque acredita no melhor para o seu Município e para Goiás. E é por isso que o MDB é imbatível na militância e na capacidade que tem”, afirmou Caiado.

O governador reforçou a necessidade de aglutinar forças com o objetivo de continuar com as mudanças estruturais em Goiás, que mudam a vida da população, em especial dos mais vulneráveis. “Hoje nós temos condições de fazer os maiores programas sociais do País, naquilo que é necessário para atender uma mãe, um estudante, um desabrigado, dar condições de alimentação aos mais carentes”, lembrou.

O governador também falou sobre a expectativa para o pleito de 2022 e a necessidade de continuar o trabalho com transparência e cuidado com o patrimônio público, para que o Estado possa avançar. “Temos que entender que nós tiramos a teta que eles mamavam há 20 anos, e sugavam até o sangue do povo goiano”, afirmou Caiado.

O democrata sinalizou que a escolha de Daniel para vice visa impedir que, no futuro, as “forças da corrupção” possam encontrar cenário eleitoral que as favoreçam. “Tenho a responsabilidade, hoje, de avaliar que, ao governar o Estado, eu tenho que saber também com quem esse Estado vai continuar, pra onde irá”, disse o governador ao se referir ao presidente estadual do MDB.

Daniel Vilela ressaltou a nova ordem política do Estado e os resultados promovidos pela atual gestão. “O mais importante, em quase três anos de Governo, é a mudança cultural que Caiado tem empreendido na gestão política e administrativa desse Estado. Acabou com a época de privilegiar no Governo grupos econômicos que financiavam as campanhas e os bolsos daqueles que governavam Goiás”, disse.

Sobre a chapa majoritária completa, o governador disse que essa escolha será definida com total tranquilidade. “Temos tempo e não temos pressa. O que precisava nós já decidimos. Agora, a outra [vaga para concorrer ao Senado] vamos aguardar”, afirmou. Segundo ele, essa definição dependerá de entendimento entre partidos políticos e lideranças.

 

Peso e identificação

“Tudo isso entra num processo em que terá um peso e identificação de quem deverá ser o candidato do momento”, salientou. Questionado se o que vai pesar serão as pesquisas, Caiado garantiu que esse é um fator a se considerar, mas não será o principal. “Você tem uma somatória de fatos que identifica qual candidato que vem.  Não podemos menosprezar as forças de deputados estaduais, federais, prefeitos e vereadores numa composição política. Isso é fundamental”, asseverou.

Daniel Vilela disse que, agora, é hora de traçar estratégias e projetos que melhorem a vida dos goianos, principalmente neste período em que é preciso enfrentar desafios como geração de empregos e dar mais celeridade ao crescimento da economia.

“É um momento de, coletivamente, fazer uma reflexão de um ano difícil que tivemos e reconhecimento aos nossos líderes que nos deixaram”, sublinhou, numa referência aos ex-governadores Iris Rezende e Maguito Vilela, seu pai. “Por coincidência, em Anápolis, onde o MDB se fortalece, cresce sob a liderança de Márcio Corrêa, vereadores e líderes daqui. É um momento especial para o partido”, afirmou.

O presidente municipal do MDB local, Márcio Corrêa, caracterizou o evento como festa democrática em favor do Município e de Goiás, “que busca consagrar o nosso Estado rumo ao desenvolvimento e justiça social”, expôs.

“Muitos acharam que estaríamos divididos, mas hoje os ‘quatro cantos’ de Goiás vão saber que estamos mais unidos do que nunca. Antes de projetos pessoais, estamos na política para tratar os projetos coletivos”, garantiu Márcio Corrêa ao parabenizar o presidente da legenda “pela sensatez” com que conduz o partido.

O anfitrião ainda afirmou que o momento é de pacificação, união, de deixar divergências de lado e pensar num projeto maior de Estado. Afirmou que o MDB, em Anápolis, atuará em união para eleger Caiado, junto com Daniel, em primeiro turno. “Acompanhei sua Administração de perto, governador. Tivemos embates, mas desde 2018, com tranquilidade, posso dizer que é um dos homens mais sérios e honestos do País. O ‘Senhor’ não impõe dificuldades para trabalhar em conjunto”, garantiu.

O presidente do MDB em Goiânia, Carlos Júnior, destacou a aliança para o ano que vem. “Esse partido está firme, unido e pronto para 2022. Quero agradecer ao governador. Quem não está engajado nessa união não é digno de pronunciar o nome de Maguito Vilela e de Iris Rezende. Porque emedebista que é emedebista tem que estar junto com essa união”, conclamou, em discurso.

 

Mais por Goiás

Haroldo Naves (MDB), prefeito de Campos Verdes e presidente da Federação Goiana de Municípios (FGM), afirmou que Daniel Vilela honra o partido. “Você o faz crescer, pela sua lealdade e credibilidade. Governador, o Senhor vai ter um vice-governador leal, decente, honesto e do bem”, asseverou.

Líder do Governo na Assembleia Legislativa de Goiás, o deputado estadual Bruno Peixoto (MDB) disse que Daniel sabe o que é ser político e conhece todos os 246 Municípios goianos. “Não teríamos nome melhor do que ele para vice-governador do Estado”, afirmou. “Governador, tenho orgulho de exercer a liderança para o melhor Governo da história do Estado. Vocês estão vendo que não tem uma cidade que não possua um benefício do Governo de Goiás”, completou.

O deputado estadual Coronel Adailton (PP) pontuou o poder de articulação de Caiado. “Daniel Vilela é uma grande liderança que o governador teve a capacidade e a sensibilidade de trazer para junto do seu Governo. Essa dupla, com certeza, fará muito mais pelo Estado de Goiás”, indicou.

“Caiado é um grande líder que tem gratidão ao MDB, que lhe ajudou a chegar ao Senado. O governador ao escolher Daniel Vilela definiu por alguém à altura para continuar tocando o governo. É um candidato honrado e sério”, pontuou o deputado estadual Francisco Oliveira, ainda no PSDB.

O deputado federal Célio Silveira (também de saída do PSDB) primeiro elogiou Márcio Corrêa pela organização do evento. Ele fez questão de explicar o motivo de seu apoio ao governador Caiado: “Ele foi responsável por salvar milhares de vidas durante a pior pandemia que a humanidade já viu”, lembrou.

Participaram ainda do evento o deputado estadual, Humberto Aidar (MDB); o secretário estadual de Comunicação, Tony Carlo; os assessores especiais da governadoria, Paulo Magalhães e Rogério Trancoso; o ex-presidente estadual do MDB, Nailton de Oliveira; os ex-deputados Leandro Vilela e Pedro Chaves (federais) e Nélio Fortunato (estadual); o ex-conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-GO), Paulo Ortegal e, o administrador do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), Marlon Caiado.

Também os prefeitos Wilson Tavares (Gameleira), Marcelo Paiva (Anhanguera), Aleomar Rezende (Mineiros), André Chaves (Buriti Alegre), Pábio Mossoró (Valparaíso), Eudes Araújo (Novo Planalto), Felipe Dias (Orizona), Chico Vaca (Corumbá de Goiás), Edson Guimarães (Pontalina), Graciele do Nascimento (Campo Limpo) e Eli Siqueira (Hidrolina).

Da mesma forma, vice-prefeitos, vereadores, secretádios municipais, outras autoridades, lideranças classistas e militantes políticos de diversas cidades.

 

(Comunicação/Democratas e MDB)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!