Batalha entre mouros e cristãos: emoção em Hidrolina neste final de semana

A tradição é uma herança do antigo arraial de Pilar de Goiás. Governo de Goiás investiu R$200 mil nesta edição das ‘Cavalhadas’ no Município.

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, destinou R$3,1 milhões, entre 2021 e 2022, para auxiliar os 12 Municípios integrantes do Circuito das Cavalhadas no custeio das festividades – Fotos (Arquivo): Secult/Divulgação

 

Desde o ano 2000, Hidrolina promove as ‘Cavalhadas’, que já são parte do calendário das ‘Festas Juninas’ *** municipais locais. A tradição é uma herança do antigo arraial de Pilar de Goiás

 

Hidrolina, Município goiano situado no Vale do São Patrício, a 275 quilômetros de Goiânia, celebra suas Cavalhadas neste final de semana, nos dias 17, 18 e 19 de junho, a partir das 13h. O evento será realizado no estádio Wagner Souza Silva e deve reunir milhares de moradores da cidade e turistas.

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), já investiu R$300 mil nas Cavalhadas do reduto desde 2019. Com a pandemia, a festa não foi realizada em 2020 e 2021. Contudo, para garantir o retorno da festividade neste ano, o Executivo estadual fez o repasse de R$100 mil em 2021 e R$100 mil em 2022.

O secretário estadual de Cultura, Marcelo Carneiro, celebra o êxito do retorno das Cavalhadas de Goiás. “As Cavalhadas são a coroação do trabalho que os cidadãos goianos desenvolvem anteriormente às festas. Há os ensaios, a preparação das indumentárias, os diversos rituais. É emocionante ver como o goiano preserva e luta por suas tradições. Por isso, a Secult investe maciçamente na promoção e na consolidação destas manifestações”.

Desde o ano 2000, Hidrolina promove as Cavalhadas, que já são parte do calendário das Festas Juninas municipais locais. A tradição é uma herança do antigo arraial de Pilar de Goiás.

Durante as batalhas, os participantes trocam tiros de festim e levantam suas espadas e lanças em corridas coreografadas, ao ritmo dos tambores. Os cavaleiros usam saiotes de cetim, com rendas, babados e franjas.

Em uma torre simbólica, a rainha Floripa é prisioneira durante os combates. Ao final do espetáculo, ela é libertada e o castelo é queimado. Os cavaleiros oferecem flores às damas e participam do torneio real das argolinhas, uma prova de habilidade com resultados imprevisíveis.

A intenção da festa é preservar a fé e resgatar as tradições através da cultura popular. A comemoração começa com a Festa de São João e os moradores se orgulham de participar da fabricação das vestimentas, flores, bandeiras e dos ornamentos. O evento ainda realiza a alvorada festiva, o desfile dos cavaleiros, além da encenação da guerra entre mouros e cristãos, terminando com a derrota e conversão dos mouros ao cristianismo.

 

Circuito das Cavalhadas de Goiás

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, destinou R$3,1 milhões, entre 2021 e 2022, para auxiliar os 12 Municípios integrantes do Circuito das Cavalhadas no custeio das festividades.

Santa Cruz de Goiás, Posse, Jaraguá e Pirenópolis já realizaram as festas na primeira metade de junho. Palmeiras de Goiás, Hidrolina, São Francisco de Goiás e Crixás realizam as Cavalhadas na segunda metade deste mês. Em Santa Terezinha de Goiás, a festa será no mês de julho. Já em Pilar de Goiás e Corumbá de Goiás, a batalha entre mouros e cristãos será encenada em setembro. A cidade de Goiás fecha o circuito no mês de outubro.

 

Tradição

As Cavalhadas são celebrações inspiradas nas heranças culturais de Portugal e da Espanha na Idade Média. Elas começaram a ser representadas no Brasil no século XVI. Em Goiás, o primeiro registro é de 1751, na cidade de Santa Luzia (hoje Luziânia).

A festa une religiosidade, fé, cultura, turismo, economia e valorização do patrimônio imaterial do Estado, mobilizando os moradores locais e visitantes.

 

(Informações, sob adaptações: Comunicação Setorial da Secult – Governo de Goiás)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!