Unidade mineira da CRV Industrial encerra safra

Edição foi marcada pelo aumento da produção de açúcar. A safra deste ano encerrou um pouco antes devido a fatores climáticos, como a maior seca dos últimos anos e as geadas intensas.

 

A safra 2021 marcou o recorde de produção de açúcar superando um milhão de sacos a edição anterior – Fotos: Comunicação

 

 

 

A CRV Industrial – Unidade de Capinópolis finalizou a segunda safra da sua história com o lema SuperAção – a união é a nossa energia. A unidade mineira moeu 1.084.167,590 toneladas de cana-de-açúcar, produzindo açúcar, bioeletricidade e etanol hidratado, que é encontrado dos postos de combustíveis.

A fabricação foi superior à primeira safra, com a produção de 57.744.331 litros de etanol, 1.001.985 sacos de açúcar, isso é, 50.099,25 toneladas. A usina também gerou 26.126.493,00 kilowatts (kW) de energia a partir de biomassa.

A CRV Industrial – Unidade de Capinópolis conta com a certificação RenovaBio e comercializou, até o dia 28 de outubro, 17.704 CBios (Créditos de Descarbonização). Cada título equivale a uma tonelada de dióxido de carbono que deixou de ser emitida na atmosfera com a produção de biocombustível em detrimento de combustíveis fósseis.

 

Números

A safra 2021 marcou o recorde de produção de açúcar superando um milhão de sacos a edição anterior. Além disso, neste ano foi atingido o recorde de produção diária de etanol, com a produção de 653.581 litros de etanol.

A safra deste ano encerrou um pouco antes devido a fatores climáticos, como a maior seca dos últimos anos e as geadas intensas. Entretanto, os números alcançados foram considerados positivos. Além da produção do nicho tradicional, a usina também fabricou álcool líquido 70% para ajudar na higienização dos colaboradores e da comunidade em que está inserida. Foram doados mais de doze mil litros do produto.

E para celebrar o encerramento, foi realizada uma carreata dos veículos e máquinas no entorno do Município de Capinópolis-MG. ‘Toda a safra é o fechamento de um ciclo de produtividade, no qual materializamos o projeto. Consideramos uma engrenagem em que as pessoas trabalham e corroboram com um só propósito’, afirma a diretoria da unidade.

 

(Informações: Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!