SAÚDE DO CORAÇÃO

DR. JOÃO JOAQUIM DE OLIVEIRA

O ciclo das coisas, a metamorfose da vida

Insigne representante/leitor e não leitor/eleitor/tutor e tutorado e tutelado.

 

Tudo no mundo tem seus ciclos, seja um ser animado ou não. Vede os seres vivos, nós humanos, os astros, as estrelas. Na condição de médico e humano, também sou cíclico. Não me sinto estrela. Sou um medíocre tarráqueo. Talvez um asteróide ou sombra de um astro maior, iluminado por ele, por um nume ou outro portento qualquer.

O que isto significa para vós, igualmente ínfimos representantes de poderosos holdings? – Não me vades fazer interpretações aleivosas ou ilações outras! Remoto a isto. É que extingue-se aqui, ad infinitum, nosso ciclo de recepção de visitas.

Quero estar convosco em vossos ideais, no escopo incansável em fazer da vida esta ma-gia tão bela e alvissareira. Viver em ciclos, num contínuo buscar de novos ideais e novas luzes. Numa lide virtuosa de atalaia altiva e sedenta do ignoto. Neste universo ainda incognoscível, inesgotável e prodigioso. Foi proveitoso o convívio entre vós! Mas, era meu projeto de cerrar meu consultório para esta atividade que além de frutífera, deixa no re-côndito de meu peito e memória, reminiscências salutares e saudosas.

Cada um de vós plantou uma semente que germina um broto, uma muda, uma árvore cujos frutos refletem o desígnio do semeador e da semente.

Que boas estrelas iluminem vossos passos, vossos desígnios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!