IMAGEM...

IMAGEM...

Adeus ao atacante Héber

…Luto no futebol! Na foto inicial, de 1981, Héber aparece com a faixa de campeão brasileiro pelo Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, onde jogou até 1982, no auge da carreira, com atuação também nos quatro grandes times goianos (Atlético [1969-1973], Goiânia [1975-1979], Goiás [1979-1980] e Vila Nova [1984]), além do Palmeiras de Goiás (onde começou, em 1969), Independente (1974; time, extinto, da cidade de Goiás [antiga capital do Estado]). Canhoto, era muito versátil e ainda atuou, antes do Vila, no Santa Cruz, Operário de Várzea Grande e Bahia. Quando chegou 1985, atuou no Maringá, indo depois para o Uberlândia e o Anápolis (1986), Rio Branco (Andradas) e Dom Bosco (1988). Encerrou a carreira na Jataiense, em 1989. Dia 5 de julho, em Goiânia, com a saúde debilitada, aos 68 anos e também conhecido por Hebinho, o atacante morreu, vitimado por câncer no fígado, após luta de muito tempo. Héber Pires da Silva deixou a esposa Patricia Augusta Pio Mattos Costa, os filhos Mahatma Gandhi (ex-jogador do Atlético, hoje residindo em Portugal), Hermínio (morando nos Estados Unidos), Daniela e Gabriela, mais seis netos. ‘Com muita tristeza, recebemos a notícia de que Héber Pires, ex-jogador do Goiás, faleceu nesta terça-feira’, consta em trecho de Nota do Goiás (Jota Marcelo. Foto: jajogueinogremio.blogspot.com).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!