Ipasgo libera atendimento integral a usuários

Anúncio ocorre após reunião do novo presidente do instituto, Ismael Alexandrino, com membros do Conselho Deliberativo (CDI). Medida cumpre determinação do governador Ronaldo Caiado, que nomeou força-tarefa para auditar faturas apresentadas pela rede credenciada e garantiu não haver corte de exame ou tratamentos. “O usuário estará no centro de nossas atenções para que seja atendido com qualidade”, afirma Ismael

 

Ismael Alexandrino, novo presidente do Ipasgo, durante reunião com o Conselho Deliberativo do órgão, que determinou a liberação de procedimentos, cirurgias eletivas, exames e consultas: nova gestão visa buscar a excelência na assistência em saúde e a eficiência na gestão – Fotos, inclusive a da página principal: Ipasgo/Divulgação

 

 

Após a troca da presidência do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) pelo governador Ronaldo Caiado (Democratas), o novo titular da autarquia, Ismael Alexandrino, convocou reunião, em 22 de setembro e, junto com o Conselho Deliberativo do órgão (CDI), anunciou a liberação dos procedimentos, cirurgias eletivas, exames e consultas.

A medida ocorre após Caiado determinar auditoria em todas as faturas apresentadas pela rede credenciada, mas ao mesmo tempo garantir aos usuários do plano a continuidade integral dos atendimentos. “Quero tranquilizar todos os usuários do Ipasgo. Não terá nenhum corte de exame, procedimento ou tratamento, de maneira alguma”, disse o chefe do Executivo Estadual durante coletiva à imprensa, dia 20 de setembro.

A nova gestão tem como foco buscar a excelência na assistência em saúde e eficiência na gestão. “O usuário estará no centro de nossas atenções para que seja atendido com qualidade. Além disso, buscamos o equilíbrio econômico-financeiro para todos os envolvidos: beneficiários, prestadores e o próprio Instituto”, assegurou Ismael Alexandrino. “Agora, os atendimentos seguirão a rotina anterior à implantação dessa medida. Nossa orientação é que os agendamentos ocorram como antes do anúncio de corte”, completou.

 

Fiscalização

A auditoria nas contas do Ipasgo foi determinada por Ronaldo Caiado após os gastos previstos com a rede credenciada em 2021 estimarem aumento de 29,8% em relação a 2020, com custo de pouco mais de R$1,7 bilhão. “Não podemos deixar acontecer uma elevação dessa sem que isso seja explicado”, asseverou o governador.

A intenção é que a força-tarefa à frente do Ipasgo faça uma auditoria completa das faturas apresentadas e dessa forma o Instituto consiga uma redução nos gastos entre 15% e 20%.  O que manteria o orçamento da autarquia para 2021 ficar no que é previsto, em cerca de R$1,5 bilhão.

Além de Ismael Alexandrino, que está acumulando o cargo de presidente do Ipasgo e secretário de Estado da Saúde, também integram a força-tarefa os titulares da Secretaria de Segurança Pública, Rodney Miranda; Secretaria-Geral de Governo, Adriano da Rocha Lima; e, da Controladoria-Geral do Estado, Henrique Ziller.

Mais informações podem ser obtidas aqui.

 

(Informações [Com Redação do JORNAL CIDADE]: Ipasgo – Governo de Goiás)

error: Conteúdo Protegido!!